Monaliza

Monaliza

Professora infantil 1

Sou Monaliza, para alguns Mona, para outros Iza, até mesmo Liza ou a moça do famoso quadro de Leonardo Da Vinci. Opções não faltam! (risos).

Nasci em Pernambuco, no ano de 1990. Filha de Maria e José e irmã de Mônica e Jaimisson.

     Passei minha infância toda na zona rural. Morava em um pequeno sítio e a casa que eu mais visitava era a dos meus avôs, que também moravam num lindo sítio. Tive a sorte de nascer em uma família que trabalhava na agricultura; portanto, tive acesso direto com a terra.

Desde muito pequena, já vivenciava o mundo mágico da natureza, desde o preparo da terra até a colheita de frutas, verduras, legumes... Enquanto meus pais trabalhavam, meus irmãos e eu estávamos sempre por perto. Tenho lembranças tão marcantes que parecem que aconteceram ontem!... Mas já se passaram mais de 20 anos!...

As brincadeiras eram realizadas com muita imaginação. Por exemplo, o fruto que não servia mais para a comercialização, em minhas mãos virava “animais” com ajuda de gravetos para formarem as patinhas. Assim surgia a fazendinha com apenas materiais da natureza. Outras vezes, lembro-me de pegar vários tipos de folhas e brincar de comidinha, principalmente com a bananeira. Bolhas de sabão também era muito comum. Brinquedos industrializados não tínhamos. Melhor assim, pois uma vez mais a natureza entrava em ação! Para quem já observou um mamoeiro, seus galhos são canudinhos, e eles davam “vida” as bolhas de sabão!...

Outra brincadeira que ficou marcada foi escorregar no barro... Era muito legal!... A roupa é que não ficava tão legal assim... (risos). Meu balanço era uma corda e uma telha específica, o qual meu pai construiu em um pé de azeitonas, uma fruta deliciosa. A natureza rodeava-me. Até o apito era feito com a palha do coqueiro e espinho do limoeiro. Brincávamos de esconde-esconde, pular corda, amarelinha, bicicleta, pega-pega, boneca, bola de gude, e outras brincadeiras, que se eu as descrevesse todas, daria um grande livro.

Ah!...Eu não poderia deixar de falar da brincadeira de escolinha... A “professora” dos meus irmãos, primos e amiguinhos era eu, claro (risos). Nessa época, já havia dentro de mim a paixão!...

     O tempo passou e, quando terminei o colegial já com 18 anos, fui convidada por minha tia Adeilda para morar em Guarulhos. Com apoio da minha família, aceitei. Estava com medo, mas o mundo me aguardava e eu queria “voar”!...

Estudar e trabalhar eram meus objetivos, e na cidade onde estava não tinha como isso acontecer. Então, cheguei em São Paulo, um outro “mundo”. Fiquei assustada e encantada ao mesmo tempo. Agora eu teria que resolver e decidir sozinha minha vidq, virar gente grande.

Consegui, então, meu primeiro emprego e fiquei muito feliz, mas queria mais. Quando me estabilizei financeiramente, comecei a cursar pedagogia. Amei o curso e, após meu primeiro estágio, descobri que estava no lugar certo.

Antes de terminar a faculdade, comecei a trabalhar na Educação e fiquei maravilhada. Desde o início, tenho aprendido muito, e tive muita sorte de passar por escolas as quais focam na importância do brincar, proporcionando aprendizagem de forma lúdica, a criança sendo criança. Gostei tanto que estou finalizando a pós-graduação de alfabetização e multiletramento. Aperfeiçoar-se nunca é demais.

 Considero o Projeto Criando mais um presente que ganhei. Quando entrei na escola, deparei-me com a minha infância. As crianças e o espaço físico fizeram-me voltar no tempo!... Senti-me acolhida por todos de uma forma que poucas pessoas conseguem descrever. Todos no Criando são uma grande “família”. As crianças, então, deixam-me encantada!... Vejo nelas autonomia e esperteza. Os pequenos são, portanto, autossuficientes e, ao mesmo tempo, criança sendo criança no mundo mágico da escola. Fico lisonjeada por fazer parte dessa equipe a qual quero crescer muito como profissional e principalmente como pessoa.

    Ser professora é poder compartilhar um pouco do que se sabe e aprender muito mais com cada criança, pois cada uma delas ensina algo, e o tempo é apenas condutor para isso. Amo o que faço e a cada dia surpreendo-me com o universo infantil.

    Agradeço a Deus por todas as bênçãos, aos meus pais que estão comigo, e por cada não que me disseram. Isso contribuiu muito para minha formação e infância maravilhosa. Agradeço também a todas as crianças que passam pela minha vida fazendo com que meus dias sejam ainda melhores...

Data

13 Setembro 2021

Categoria

educadores

© Copyright 2017-2021 Criando | Edição e Revisão: Prof. Sérgio Ribeiro  sergioribeiro@gmail.com

Avenida João Bernardo Medeiros, 455 - Jardim Bom Clima, Guarulhos - SP | 011 2468 1169 logoleandropdesign

ua-7964181-31